Histórico


Barra de Santana, está localizada na micro-região do Cariri Oriental, em uma área geograficamente marcada pelo polígono da seca. Essa era uma região ocupada pelos Ïndios Tapuias pertencente a grande nação TUPI, cujo vestígios históricos encontram-se nas pinturas rupestres do Sítio Arqueológico da pedra do Altar, às margens direita do Rio Paraíba a 14km da sede.

Com a ocupação do interior da Paraíba, em fins do século XVII, essa região obedecia as tradicionais formações dos núcleos populacionais, os quais eram constituídos de senhores escravocratas que apossavam-se das terras desbravadas dos indígenas e como professavam fé católica construíram logo uma capela. Segundo relatos orais, as primeiras habitações surgiram de uma doação da família Alvino, proprietária das terras, onde construiu-se um templo de cujo o início da edificação atribuiu-se ao Pe. Ibiapina o qual recebera como padroeira a imagem de Santa Ana.

O primeiro nome, Vila de Bodocongó, atribuía-se ao fato de estar localizado às margens esquerda do Rio Bodocongó. Por volta de 1864, com o advento do Movimento Quebra-Quilos (levante de escravos que recebeu adesão de vários outros grupos sociais, teve início na antiga Vila de Fagundes estendendo-se a várias vilas paraíbanas). A então Vila de Bodocongó passou a condição de sede do município de Cabaceiras, com a emancipação de Boqueirão, a Vila de Bodocongó passou a condição de Distrito do município de Boqueirão.Em abril de 1994, com a emancipação, o Distrito passou a denominar-se de Barra de Santana, em homenagem a padroeira.

 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Bodocongó, pela lei municipal nº 2, de 06-051893 e por lei provincial nº 235, de 09-10-1866, subordinado ao município de Cabaceiras.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Bodocongó. Não figura no município de Cabaceiras.

Assim permanecendo em divisão territorial datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo ato municipal anterior a 02-03-1938, é criado novamente o distrito de Bodocongó e anexado ao município de Cabaceiras.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Bodocongó figura no município de Cabaceiras.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Bodocongó permanece no município de Cabeceiras.

Pela lei estadual nº 2078, de 30-04-1959, o distrito de Bodocongó passou a pertencer ao novo município de Carnoió. Criado pela esta mesma lei acima citado.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1960, o distrito de Bodocongó figura no município de Carnoió.

Pela lei estadual nº 2311, de 27-06-1961, o município de Carnoió passsou a denominar-se Boqueirão.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o distrito de Bodocongó figura no município de Boqueirão.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Elevado à categoria de município com a denominação de Barra de Santana, pela lei estadual nº 5925, de 29-04-1994, desmembrado de Boqueirão. Sede no antigo distrito de Bodocongó atual Barra de Santana. 

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

A emancipação política de Barra de Santana ocorrera, sob Lei a Lei 5.925 de 29 de abril de 1994 e publicado no Diário Oficial do estado em 05 de Maio de 1994. 

 
Fonte: IBGE